Vale do Aço quer frear importados com investimento em novos produtos

Vale do Aço 2

As principais siderúrgicas brasileiras iniciaram o ano apresentando os investimentos que pretendem fazer para atender o cada vez mais exigente mercado.

 

No caso da Vale do Aço, a empresa está qualificando sua indústria metalmecânica e seu parque siderúrgico justamente para atender a novos mercados.

 

O objetivo da Vale é criar alternativas para que a carteira atual de clientes seja mais diversificada. A empresa espera suprir a demanda de produtos importados desenvolvendo ela própria novos produtos que, com mais tecnologia, possam atender a indústria local. Fator que a empresa entende que frearia a necessidade por importações.

 

Em entrevista concedida essa semana, Luciano Araújo, Presidente da Regional da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) no Vale do Aço, confirmou essas expectativas.

 

“As empresas locais estão se preparando e abrindo novas perspectivas de negócios. Ao invés do parque siderúrgico fazer somente o aço, por exemplo, a ideia é incorporar mais tecnologia nos processos e produtos para desenvolver soluções que hoje são importadas pela indústria da região”, disse.

 

Entretanto, para que o objetivo seja implementado de forma eficaz, Araújo acredita que é necessário construir um centro de engenharia na região onde a Vale está instalada.

 

“O segredo para as empresas regionais é entender a necessidade dessas indústrias que compram peças de outros países, mas elas irão precisar de tecnologia e a ideia de criar o Centro de Engenharia vai justamente nessa direção. Isso mudaria o patamar da indústria do Vale do Aço”, explica Araújo.

Faça seu comentário

Copyright @ 2018 Sirius Metais - Política de Privacidade | Mapa do Site | Catálogo Virtual

Agência FG - Uma Agência Full Service que Faz Acontecer!