CSN terá 2017 como ano decisivo

Um relatório divulgado no fim da semana passada pela agência de classificação de risco Fitch informou que o ano de 2017 será decisivo para a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) se manter bem posicionada no ranking de empresas confiáveis.

 

A siderúrgica corre sérios riscos de despencar nessa lista, o que impactaria diretamente no futuro financeiro da empresa. A CSN passa por momento delicado e constantemente necessita da venda de ativos para equilibrar as contas. Outro problema grave é o refinanciamento de suas dívidas, que foram feitas para serem cumpridas em curto prazo.

 

Fitch Ratings CSN

A Diretora da Fitch, Debora Jalles, informou que se a CSN falhar em refinanciar grande parte dos quase R$8 bilhões de suas dívidas com bancos locais a queda na classificação será inevitável. Detalhe: o pagamento dessa dívida tem de ser feito já em 2018.

 

“Junto com as expectativas de melhorar os fundamentos dos preços do minério de ferro, a capacidade da CSN de aumentar os volumes de vendas de aço como planejado e sustentar aumentos nos preços locais do aço serão fundamentais para permitir uma recuperação do fluxo de caixa”, informou a agência.

 

A CSN, portanto, se prende às expectativas de vendas de ativos. A Fith estima que caso a companhia consiga vender seus ativos na mesma faixa de valor de suas dívidas atuais será possível que a CSN refinancie seus títulos com prazos de vencimento entre 2019 e 2020.

 

 

 

 

Faça seu comentário

Copyright @ 2018 Sirius Metais - Política de Privacidade | Mapa do Site | Catálogo Virtual

Agência FG - Uma Agência Full Service que Faz Acontecer!